Pontes

Avaliação do comportamento estrutural e segurança da obra

A vida útil de uma obra de arte, como pontes e viadutos, depende do acompanhamento sistemático de sua integridade.
Da inspeção visual aos métodos de análise dinâmica, existem diversas alternativas de investigação.
A inspeção visual é uma importante metodologia para o acompanhamento da condição de estruturas civis, identificando-se patologias como fissuras e trincas, degradação dos aparelhos de apoio, carbonatação do concreto, armaduras expostas, entre outros.

Em conjunto com a inspeção visual, os ensaios não destrutivos constituem uma ótima ferramenta para detectar informações adicionais da estrutura.

Entre eles, pode-se citar:

  • pacometria
  • esclerometria
  • ultrassonografia
  • extensometria
  • monitoração da movimentação de fissuras e sua profundidade
  • avaliação dos níveis de tensão e corrosão das armaduras

Ensaios estáticos e dinâmicos

Como ensaio estático em pontes, pode ser executada uma prova de carga estática de acordo com as normas em vigor, medindo-se os deslocamentos e deformações resultantes de carregamentos aplicados em etapas.

Os ensaios dinâmicos servem para obtenção das propriedades modais da ponte, como frequências naturais e modos de vibração, em que são aplicados carregamentos dinâmicos para a leitura das acelerações e/ou velocidades.

Modelo matemático teórico-experimental

Elaborado a partir das propriedades mecânicas dos materiais, obtidas experimentalmente, o modelo numérico é uma ferramenta bastante confiável para avaliação do comportamento da estrutura, inclusive sob diversas condições de carregamento. Esta ferramenta garante a segurança da estrutura em seu estado real.

Monitoração e análise experimental dinâmica

Cada situação exige um tipo de análise: monitoração de vibrações existentes ou induzidas por gerador mecânico. Entre as principais vantagens da monitoração dinâmica destacam-se:

  • Técnica não destrutiva utilizada na avaliação da integridade estrutural
  • Precisão na avaliação estrutural e identificação de anomalias
  • Metodologia de notável eficiência para avaliação do comportamento das estruturas
  • Possibilidade de avaliação estrutural contínua e comparativa com o comportamento da estrutura íntegra

A excitação da estrutura pode ser ambiental ou forçada e para a medição são utilizados acelerômetros posicionados em pontos estratégicos da estrutura. A análise é realizada  utilizando a Análise Modal Operacional (OMA) e/ou a Análise Modal Experimental clássica (EMA), respectivamente.  Para o ensaio dinâmico com vibração forçada, a IEME Brasil possui o Vibrodina, equipamento gerador de vibrações mecânicas. Os dados obtidos nesta análise são processados pela EMA, permitindo a avaliação precisa de eventuais danos estruturais. Veja mais em Estruturas em Geral.

Estudos sobre Reação Álcali-Agregado (RAA)

A reação Álcali-Agregado (RAA) é uma patologia que pode comprometer a vida útil da estrutura. Veja como podemos ajudá-lo a enfrentar este problema:

  • Inspeção detalhada dos elementos estruturais
  • Análise microscópica e petrográfica de amostras de concreto
  • Monitoração da movimentação de fissuras e de sua profundidade
  • Modelos numéricos para avaliação da expansão do concreto
  • Soluções para mitigação dos efeitos da RAA.

Principais Projetos

  • Ponte sobre o Rio Negro (AM)
  • Ponte ferroviária sobre o canal Bertioga (SP)
  • Ponte Rio‑Niterói – BR‑101 (RJ)
  • Ponte do Mar Pequeno na Rodovia dos Imigrantes (SP)
  • Estação Ponte Estaiada da Linha 5 do Metrô (SP)
  • Ponte Guilherme de Almeida na Rodovia Castelo Branco (SP)

TELEFONES
(11) 3816-8166
(11) 5643-1414

TELEFONES
(11) 3816-8166
(11) 5643-1414

ENDEREÇO
Rua: MMDC, 450 - 2º andar
Butantã
São Paulo-SP
CEP 05.510-000

Contate-nos

[]
1 Step 1
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right
FormCraft - WordPress form builder